Quem paga taxa no PIX? Regras para pessoas físicas e jurídicas

0
(0)

Atualmente apenas pessoa jurídica paga taxa no PIX, porém esta cobrança está relacionada diretamente com a instituição financeira da conta do PJ. Saiba quais são estas regras e como estar atualizado em relação as taxas cobradas pelos bancos.

Quem paga tarifas para fazer Pix?

Desde que o Banco Central do Brasil lançou o Pix no Brasil, muitos brasileiros se perguntaram sobre as taxas e tarifas para a realização deste tipo de pagamento. Assim, o BC anunciou desde o início que nenhuma pessoa física pagará taxa no PIX. Em contraste, as pessoas jurídicas estão sujeitas a esses encargos, onde os bancos se encarregam de recolher estes valores.

O Bacen ofereceu autonomia as instituições financeiras para definir a porcentagem e cobrar as devidas tarifas que serão, em parte, repassadas ao BC. Desta forma o sistema Pix se retroalimenta e poderá sempre trazer novidades em relação à tecnologia e segurança. Caso tenha curiosidade sobre este sistema, basta acessar o site oficial do sistema PIX e se debruçar em todas as informações.

Qual é taxa para enviar um PIX sendo Pessoa Jurídica?

Dessa maneira, caso seja pessoa jurídica, a probabilidade de você ou sua empresa precisar pagar uma tarifa para a realização de transferências é bastante alta. Todavia, cada banco cobra diferentes valores de taxas para estas operações, incluindo limites de cobrança, ou seja, é uma porcentagem do total enviado, sendo limitado por um valor máximo ou mínimo.

Assim, mostraremos como cada empresa financeira funciona em relação a cobrança destas tarifas na lista abaixo:

  • Banco do Brasil0,99% do valor, limitada ao mínimo de R$ 1 e ao máximo de R$ 10.
  • Banco do Nordeste0,99% do valor, limitada ao mínimo de R$ 1 e ao máximo de R$ 10.
  • Itaú Unibanco: Percentual variável de acordo com o tipo de conta, com limite de R$ 9,60.
  • Santander: Taxa de até 1% e limites variáveis a partir do tipo de conta.
  • Safra: Cobrança de até 1,3% do valor pago, com tarifa mínima de R$ 1,50 e máxima de R$ 9,90.
  • Bradesco: Taxa de até 1,4% do valor pago, com tarifa mínima de R$ 1,65 e máxima de R$ 9.

Caso a sua instituição financeira não esteja na lista, há uma probabilidade de que o seu banco não cobre tarifas ou que elas sejam menores das listadas acima. Contudo, cabe ao usuário buscar estas informações diretamente com o banco que lhe presta serviços. Além disso, há cobrança para recebimento de dinheiro via PIX, este é mais um motivo para haver verificação ao banco.

Conclusão:

Neste artigo discutimos quem paga taxa no PIX e descobrimos que apenas as pessoas jurídicas estão sujeitas a esta tarifa. Além disso, mostramos quais são os valores de taxa para os principais bancos que atuam no Brasil. Desta maneira, os detentores de CNPJ poderão se informar e estar prontos para atender seus clientes com segurança financeira.

Reiteramos que os PJ busquem informações com as instituições financeiras antes e durante empregar PIX em seus serviços. Dessa forma, as atividades econômicas do MEI ou empresa podem ocorrer com segurança e transparência.

Quão útil foi este post?

Clique em uma estrela para avaliá-la!

Classificação média 0 / 5. Contagem de votos: 0

Sem votos até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos como podemos melhorar este post?