Quanto custa o PIX? Quais são as taxas da transação para PJ?

0
(0)

Descubra neste artigo quanto custa o PIX para pessoas físicas e jurídicas que utilizam este meio de transação. Vamos discutir também quais são as taxas e limites neste tipo de transação. Desta forma você ficará inteirado em todos os detalhes do PIX.

Quanto custa o PIX para pessoas físicas e PJ?

Desde anunciado, o Pix foi alvo de questionamentos sobre as taxas de pagamento para pessoas físicas e jurídicas. Porém, o Banco Central deixou claro que o PIX seria cobrado apenas para PJ. Ou seja: O PIX é gratuito para todas as pessoas físicas, sem limites.

Porém as empresas e pessoas que possuem CNPJ, ou pessoas jurídicas, são taxadas de acordo com o volume e valor das transações PIX realizadas em suas contas. Essa taxa varia de banco para banco onde o dinheiro será transferido. Vamos listar alguns desses valores e taxas para envio de PIX:

  • Banco do Brasil: 0,99% do valor, limitada ao mínimo de R$ 1 e ao máximo de R$ 10.
  • Banco do Nordeste: 0,99% do valor, limitada ao mínimo de R$ 1 e ao máximo de R$ 10.
  • Itaú Unibanco: Percentual variável de acordo com o tipo de conta, com limite de R$ 9,60.
  • Santander: Taxa de até 1% e limites variáveis a partir do tipo de conta.
  • Safra: Cobrança de até 1,3% do valor pago, com tarifa mínima de R$ 1,50 e máxima de R$ 9,90.
  • Bradesco: Taxa de até 1,4% do valor pago, com tarifa mínima de R$ 1,65 e máxima de R$ 9.

Caso o seu banco não esteja na lista, é muito provável que os valores cobrados sejam menores dos informados acima ou até mesmo não existam. Porém recomendamos buscar esta informação em pesquisa online ou consultar a central de relacionamento para maiores informes.

Além disso, vários bancos cobram apenas as taxas de recebimento, reiteramos que busque essa informação com a instituição bancária.

Existem limites no envio de PIX para pessoas físicas e jurídicas?

Essa informação é variável, pois cada instituição aplica diferentes limites para contas de pessoas físicas e jurídicas. Desta maneira, cabe ao usuário se informar pelos anúncios das instituições financeiras para determinar quanto poderá enviar pelo PIX.

Além disso há o limite que o Banco Central impôs aos usuários do PIX se aplica no horário noturno: entre 22h e 6h. Dentro deste horário as transações são limitadas a um total de R$1000,00 por padrão. Caso queira aumentar este limite, cabe ao dono da conta entrar em contato com o banco ou instituição financeira para realizar o aumento. Porém, a aprovação desta medida na sua conta só acontece após 24h a 48h do momento que realizou-se a solicitação.

Agora, lembramos que isso se aplica também para o Pix com cartão de crédito, que possui o mesmo limite durante a noite.

Conclusão:

Divulgamos os detalhes de como funcionam as taxações para PIX em contas de pessoas físicas e jurídicas. Da mesma maneira, informamos como funciona o limite noturno aplicado pelo Banco Central a fim de aumentar a segurança das transações.

Recomendamos que busque informações perante a sua instituição financeira para que não haja surpresas na hora de enviar e receber um PIX, principalmente se a sua conta pertencer a uma pessoa jurídica.

Quão útil foi este post?

Clique em uma estrela para avaliá-la!

Classificação média 0 / 5. Contagem de votos: 0

Sem votos até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos como podemos melhorar este post?