O que significa Pix? Descubra agora!

O Pix é:

  • Uma forma de pagamento instantâneo
  • Criada pelo Banco Central
  • Disponível para todos

Lançado em 2020 pelo banco central do Brasil, o Pix, nada mais é do que uma modalidade de transferência e pagamento instantâneo, disponível para todos os brasileiros. Ou seja, é um meio de movimentar o dinheiro da sua conta para a de outra pessoa ou empresa, em apenas 10 segundos. 

Contudo, há funcionalidades e informações sobre o Pix que não são conhecidas, como, por exemplo, que o nome não é apenas uma abreviatura, sigla, etc. Por isso, é bom conhecer o seu significado a fundo.

Seu significado é algo bem intuitivo e simples, assim como suas funcionalidades. Conforme o Banco Central do Brasil, o nome foi batizado de Pix porque lembra a Pixels — os pontos luminosos de uma tela, que juntos, conseguem formar as imagens que vemos nelas. 

Como o Pix funciona?

Antes de entendermos as funcionalidades do Pix, saiba que o intuito do Banco Central do Brasil ao criá-lo, foi modernizar e agilizar o sistema de pagamento no país, ou seja, reduzir nossa dependência por métodos mais lentos, como cheques, boletos e transferências bancárias — que eram mais demorados e custosos. 

  • As pessoas devem cadastrar uma chave Pix
  • Para transferir o dinheiro, o remetente precisa dar início a uma transação Pix, informando a chave do destinatário ou escaneando um código QR que contém as informações de pagamento.
  • Em seguida, o sistema Pix verifica a disponibilidade no saldo do remetente, sobre a quantia solicitada, e autoriza ou não a transferência
  • Com isso, o dinheiro é transferido instantaneamente da conta do remetente para a conta do destinatário
  • Por fim, toda a transação fica registrada e pode ser rastreada, proporcionando maior segurança e transparência a todos os usuários.
Pix: O que é e como funciona?

Como posso usar o Pix?

Para utilizar o sistema, a primeira coisa que você vai precisar é criar o seu PixPara isso, é preciso seguir dois passos, sendo eles:

  • Ter uma conta aberta em uma instituição financeira: e essa instituição precisa ter o Pix atrelado a ela
  • Cadastrar uma chave Pix: esse passo não é obrigatório caso queira só pagar, mas é obrigatório para receber pagamentos

O Pix funciona 24 horas por dia, durante sete dias por semana e todos os meses do ano. Por isso, após cadastrar, você pode utilizar da forma como desejar. Podendo até mesmo, fazer até 5 formas de pagamento.

Quais os benefícios de usar o Pix?

Os 5 melhores benefícios do Pix são: 

  • Rapidez e praticidade: devido o sistema de transação estar disponível 24 horas por dia, o pix se mostra o meio de pagamento digital mais rápido. E por conta das transações serem feitas em segundos, traz agilidade e praticidade ao pagamento
  • Economia: a grande maioria ou totalidade dos bancos no Brasil não cobram pelas transações feitas pelo PIx
  • Uso facilitado: a ideia do Pix é ser de fácil acesso e uso, por isso, na hora do remetente realizar as transações só é preciso indicar a chave do destinatário e a quantia que deseja enviá-lo
  • Inclusão financeira: o Pix também foi desenvolvido para incluir uma vasta quantidade de pessoas em território nacional, por isso, quase ou todas as principais instituições financeiras disponibilizam esse meio de pagamento
  • Transparência e segurança: o Pix é considerado muito seguro, por contar com várias camadas de proteção, autenticação e criptografia para garantir a segurança

O que são as chaves Pix?

As chaves Pix são os identificadores da sua conta. Elas servem como “apelidos”, por serem um meio simplificado de identificar todas as suas informações bancárias em apenas um código; sem precisar que você informe todos os seus dados toda vez que for fazer uma nova transação. E o melhor é que você pode escolher qual é a melhor chave para você!

Cada pessoa que se cadastra para possuir um Pix tem permissão para utilizar quatro tipos de chaves. E elas são: 

  • CPF
  • Número de telefone
  • E-mail
  • Chave aleatória
O que é uma chave Pix?

Qual o limite para transferir pelo Pix?

Como já informamos até aqui, o Pix veio para facilitar os pagamentos em nosso país, mas existem algumas regras para o seu uso: sendo os limites de envio a principal delas. 

O Banco Central do Brasil, dá a permissão para cada instituição determinar o seu próprio limite por default para os usuários. Tal medida serve de segurança para os seus usuários, principalmente para evitar o envio de quantias erradas para outras contas. 

Exemplo desse limite, determinado pela própria instituição, pode ser verificado no RecargaPay: que permite o envio de R$20 mil por dia e R$40 mil por mês. Já outras instituições, utilizam o mesmo parâmetro de quantia por envio que o permitido por TED e DOCS. Então, se a intenção for transferir grandes quantias, é bom ficar atento a essa regra.

Por último, uma regra geral em todas as instituições é o limite de envio de R$1.000 reais durante à noite.

Posso fazer um Pix parcelado?

Para quem não tem dinheiro na conta, uma dúvida recorrente é se existe a possibilidade de fazer um Pix de outra maneira, e saiba que isso é possível através do Pix parcelado pelo cartão de crédito. 

Com isso, será possível parcelar a quantia que deseja enviar em até 12 vezes e o pagamento desse saldo devedor será cobrado na fatura do seu cartão, como se fosse uma compra, sabe? Contudo, para quem recebe, nada muda, pois ele receberá o valor completo da transação.

Só salientando que, em caso de parcelamento do Pix com o cartão de crédito, cada banco tem sua taxa para fazer essa operação. Mas uma mega dica é que o RecargaPay tem a menor taxa do mercado: 3,49%. Vale a pena conferir! 

PIX PARCELADO EM 12 VEZES RECARGA PAY

O que é o Pix agendado?

Caso você queira deixar um pagamento programado para uma data específica, saiba que é possível através do Pix agendado

Nessa modalidade, você pode programar o envio de dinheiro para qualquer data que esteja no limite de 60 dias. Porém, é  necessário que no dia escolhido para o envio, tenha a quantia que você estipulou na sua conta.  Caso contrário, o Pix agendado será cancelado. 

Assim como já mencionamos, o Pix agendado — seja ele em débito na conta ou no limite de crédito —, pode ser cancelado e devolvido nas primeiras horas do envio, por meio de um único clique. Contudo, uma vez enviado para o destinatário, a operação não poderá ser cancelada. 

É seguro usar o Pix?

Por se tratar de dinheiro e de transferi-lo com tanta facilidade, é provável que você se pergunte se é seguro utilizar o Pix. E, de antemão, já te afirmamos que sim, é seguro! 

Isso porque, o Banco Central do Brasil adotou e adota medidas constantes para os usuários terem segurança — tanto dos seus dados quanto do seu dinheiro. E para te trazer mais tranquilidade, veja abaixo, algumas das medidas implementadas: 

  • Autentificação: para fazer uma transação através do Pix, todos os usuários precisam se identificar; seja por senha ou biometria. O que dificulta a ação de alguém que queira utilizar o seu Pix sem a sua permissão. 
  • Dados criptografados:  outra medida de segurança excelente é a criptografia dos dados. Então, quando uma transferência é realizada, as informações são codificadas para que apenas o destinatário possa decifrá-la e ninguém mais. 
  • Limite de valor: o limite do valor foi implementado para evitar fraudes ou roubos. Para isso, saiba que há limitações diárias, semanais, mensais e noturnas — nesse último caso, sendo regra geral, que a partir das 20h da noite, nenhuma pessoa jurídica ou física poderá enviar mais que R$1.000 reais no primeiro caso e R$4.000 reais no segundo caso.
  • Mecanismo de monitoramento antifraude: Por último, outro principal mecanismo de segurança do Pix são os monitoramentos antifraudes implementados pelo Banco Central do Brasil. Medidas essas, cujo intuito é identificar transações ou movimentações suspeitas, a fim de impedir que as fraudes sejam cometidas. 

Contudo, mesmo com todas essas ferramentas de seguranças, algumas atitudes são necessárias, como, por exemplo, ficar atento aos golpes do Pix.

Conclusão 

Saiba que tudo que foi abordado neste artigo sobre como utilizar o Pix, tem como foco te incluir nessa nova era de pagamentos. Pois em breve, quase todos os estabelecimentos estarão aceitando esse meio de pagamento. E, por isso, é de extrema importância que você tenha, saiba e sinta segurança para fazer suas transações com o Pix.  

Além disso, se é de seu interesse ter acesso a uma conta que te libera a habilitação da chave Pix, saiba que o Recarga Pay é uma ótima opção. Isso, porque, você tem acesso a todas as funcionalidades do sistema, e também, consegue fazer Pix com limite do seu cartão de crédito. 

Por último, antes de finalizarmos, temos um lembrete mega importante para você: se possível, confira regularmente o site GOV.Br. Pois eles estão sempre atualizando as informações sobre o Pix por lá. Sem contar que, na aba do Banco Central do Brasil, é possível ter acesso a inúmeras dúvidas de outros usuários já  respondidas.  

Perguntas Frequentes 

1 –  Quem pode fazer Pix? 

Qualquer pessoa pode usar o Pix. Seja pessoa física ou jurídica, possuindo uma conta-corrente ou poupança aberta, pode ter, fazer ou receber Pix. 

2- O Pix é um aplicativo? 

3 – Como receber um Pix? 

4 – Como devolver dinheiro com Pix?

5 – Qual medida tomar em caso de golpe, fraude ou um crime?