Saiba qual a melhor chave Pix usar em cada situação

A melhor chave Pix não é uma em específico, mas sim a que servirá para o usuário em um contexto e/ou situação específica. Veja a seguir quando é melhor usar cada tipo de chave Pix: 

  • CPF/CNPJ – deve ser utilizada para realizar pagamentos grades e/ou para receber valores em situações formais (como salário, aluguéis, etc)
  • Telefone – é a melhor chave para receber e fazer pagamentos para pessoas de confiança do usuário, como amigos, familiares ou contatos que já possuam o seu número
  • E-mail – a melhor chave para ser utilizada em relações com empresas que tem cadastro e já possuem o eu e-mail (como empregadores, lojas, etc)
  • Chave aleatória – é a chave mais segura porque não compartilha os dados pessoais do usuário. É ideal para transações com desconhecidos e para compras online

É importante salientar que, para pessoas físicas, o limite de chaves Pix é de 5 por pessoa em uma instituição. Mas, existe a possibilidade de cadastrar as suas chaves Pix em mais de um banco. Por isso, é importante que o usuário cadastre uma chave para cada situação em que ela será utilizada. 

CPF/CNPJ

Em compras ou pagamentos formais, a chave Pix de CPF e/ou CNPJ é a melhor forma de realizar transações com empresas e pessoas com que o usuário já possui uma relação de confiança, já que se trata de um dado pessoal. Além disso, ela também pode ser utilizada para pagamentos e transações que envolvam formalidade ou grande quantia. 

Para realizar a transação, é necessário apenas selecionar a opção de pagar com Pix, escolher qual chave você deseja utilizar (no caso, sendo o CPF ou CNPJ) e prosseguir com a operação.

Algumas das características da chave Pix de CPF/CNPJ é o fato dela ser pessoal e intransferível, ou seja, nenhuma outra pessoa pode utilizá-la para se cadastrar por se tratar de um dado pessoal de um usuário. Devido a isso, ela é a que sofre menos fraudes e também é uma ótima chave para pessoas que querem realizar grandes transações e querem comprovar o seu pagamento, como por exemplo 50 mil pelo Pix.

Por revelar os dados do usuário, a chave Pix de CPF/CNPJ pode se tornar um alvo mais fácil de criminosos que aplicam o golpe do Pix. Então, é importante manter os cuidados ao realizar transações com essa chave.

Alguns dos cuidados que o usuário deve ter ao compartilhar sua chave Pix de CPF/CNPJ são: não divulgar a chave publicamente, não clicar em links suspeitos e só realizar transações com pessoas de confiança ou empresas que já possuam os seus dados.

Segundo o Banco Central, o número de chaves Pix cadastradas já é maior que o dobro da população, totalizando 478 milhões de pessoas, que correspondem à 95,6% de pessoas físicas. Dessa porcentagem, a segunda chave mais utilizada é a de CPF, com o total de 22,75%, ficando atrás apenas da chave aleatória.

Telefone

A chave Pix de telefone é a melhor opção para ser utilizada em pagamentos coletivos feitos por um grupo de pessoas, essas podendo ser sua família, amigos ou colegas de trabalho. Para fazer o seu registro, o usuário precisa confirmar que tem posse da chave por meio de um SMS que será enviado para o número de telefone celular.

Por ser um dado em que as pessoas podem ter acesso facilmente, a chave Pix de telefone contém riscos e vantagens. Por ser uma chave Pix fácil, é importante manter o cuidado e só compartilhar com seu grupo de confiança, o que também facilita a opção de estornar um Pix caso o mesmo seja feito de forma errada.

Um dos riscos desse tipo de chave Pix é o fato de que pessoas má intencionadas podem utilizá-la para consultar o nome completo do usuário e partes do número de CPF, devido ao sistema de autenticação do Pix que fornece esses dados antes da transferência ser concluída. 

Outro cuidado importante, mas que muitas pessoas não tem devido a correria do dia a dia, é verificar todos os números antes de prosseguir com a transação. Outro detalhe é que o número também pode ser internacional, mas nem todos os bancos aceitam, por isso verifiquem a Discagem Discreta à Distância (DDD) ou a Discagem Direta Internacional (DDI). 

Atualmente, a chave Pix de telefone é a terceira mais usada, totalizando mais de 100 milhões de chaves cadastradas. Ela fica atrás apenas da chave aleatória e de CPF.

E-mail

A chave Pix de e-mail é mais utilizada em ocasiões em que pessoas já possuem o seu endereço cadastrado, como uma empresa que precisa realizar o pagamento dos seus funcionários. Para cadastrar essa chave, o usuário deve entrar no seu aplicativo de banco, selecionar a opção de ”cadastrar chave”, clicar na opção ”e-mail’‘, preencher o campo e digitar o código de verificação que será enviado para o e-mail em questão

Como mencionado, essa é uma chave amplamente utilizada por empresas que possuem clientes e funcionários cadastrados, por isso é ideal para receber salários e pagamentos, além de ser uma boa opção para transações em lojas online que já possuem o e-mail do usuário no cadastro do sistema.

Essa é uma chave Pix que o envio para desconhecidos apresenta riscos, já que ela pode ser utilizada para encontrar perfis nas redes sociais do usuário, cadastros e outros dados pessoais. Um cuidado importante é sempre verificar todos os caracteres do e-mail para evitar que um Pix errado seja feito, além da utilização de um e-mail que não seja muito longo ou difícil, para que a pessoa que for pagar não erre sua digitação.

Atualmente, a chave Pix de e-mail é a menos usada, contabilizando mais de 70 milhões de chaves cadastradas.

Chave aleatória

A chave aleatória pix é utilizada para quem deseja que nenhuma das suas informações pessoais seja revelada. Ela funciona gerando uma sequência alfanumérica aleatória. 

Essa é a chave mais segura para ser utilizada, pois mantém todas as informações do usuário anônimas e permite que a transação com desconhecidos corra de forma tranquila. Por ser gerada automaticamente, é impossível que outras pessoas possam utilizá-la.

Entretanto, apesar da sua segurança, essa é uma chave Pix em que o erro de digitação pode acontecer muito facilmente. Por isso, é indicado que o seu uso seja feito por meio de ferramentas como o copia e cola, e ela deve ser armazenada no bloco de notas ou em outro local de fácil acesso. 

Outro detalhe da chave aleatória Pix é que ela não pode ser utilizada em bancos diferentes, ou seja, em cada banco você deve gerar uma chave aleatória ou apagar em uma conta e criar em outra. 

Atualmente, a chave aleatória é a forma de Pix mais utilizada, totalizando mais de 185 milhões de chaves cadastradas, comprovando sua preferência por ser mais segura e evitar que ataques de hackers ou criminosos aconteça, sendo capaz de fazer Pix anônimo, pois não contém seus dados nas transferências.

Conclusão

Em se tratando de segurança, penso que todo cuidado é pouco e que devemos nos manter atualizados sobre os tipos de golpes, fraudes e notícias sobre o Pix. Também é importante saber qual o melhor tipo de chave a ser utilizada em cada situação, como pagamentos online, recebimento de salários ou transações entre amigos e conhecidos. 

Acredito que a melhor forma de se realizar uma transação ou receber pagamentos seja por meio da chave aleatória Pix, já que ela permite que nenhum dado pessoal seja compartilhado. Mas, é importante lembrar seu manuseio deve ser feito de forma cuidadosa, por ser um código difícil e que pode levar a erros. 

Por fim, se você for utilizar qualquer chave Pix, tenha o cuidado de utilizar no momento correto e na situação adequada, se mantenha informado sobre os tipos de problemas que podem acontecer e faça suas transações de forma segura.

Deixe um comentário