Limite de Pix por dia – Descubra as 3 limitações

Existem, ao todo, três opções de limite de Pix por dia para ter em mente, caso você decida usar o sistema de transferências do Banco Central. São eles:

O Pix é um sistema de transferências que se destaca por ser ágil (o dinheiro é enviado em 10 segundos), disponível 24/7 e abrangente, pois pode ser utilizado para mandar valores entre contas de qualquer banco. No entanto, isso não significa que não existam limites para a sua capacidade.

Alguns dos limites do sistema que veremos neste artigo são estabelecidos pelo próprio Banco Central, enquanto outros são feitos por aplicativos e podem ser ajustados pelo usuário.

1) Qual o limite de valor do Pix?

Qual o limite de valor do Pix?

Se você quer saber qual o limite de valor do Pix, saiba que o Banco Central não determinou esse montante na criação do sistema. Isso significa, portanto, que em teoria é possível enviar qualquer montante de dinheiro, desde que você tenha esse valor em conta ou pelo cartão de crédito.

No entanto, o Bacen liberou para que cada banco, aplicativo ou fintech estabelecessem o próprio limite para os usuários. Assim, cada instituição tem a abordagem que considera mais segura para evitar fraudes ou roubo de dinheiro dos utilizadores.

Os limites para os 5 principais bancos e apps financeiros do mercado são:

  • RecargaPay: R$ 20 mil
  • Caixa Econômica: R$ 5 mil no Internet Banking / R$ 30 mil pelo app
  • Inter: R$ 10 mil para contas da mesma titularidade / R$ 5 mil para contas de outras pessoas
  • Itaú: 50% do valor máximo que o cliente pode fazer por TED
  • Santander: R$ 100 mil para contas da mesma titularidade / R$ 50 mil para contas de outras pessoas

Todos os outros bancos, apps e fintechs têm a liberdade de determinar o próprio limite para o valor máximo de Pix a ser transferido. Isso porque eles são responsáveis por repor o valor em caso de fraude. Assim, determinam um limite para conseguir lidar no pior dos cenários.

Além disso, as instituições também limitam o valor máximo para cada usuário, dependendo do seu histórico de movimentações. No entanto, é possível alterar esse limite falando diretamente com o app ou banco.

O vídeo a seguir dá mais detalhes sobre o limite de Pix por dia e testa valores em diferentes bancos:

2) Qual o limite de valor do Pix Noturno?

Qual o limite de valor do Pix Noturno?

Por medida de segurança, o Banco Central criou o Pix Noturno, um horário em que todas as transferências pelo seu sistema são limitadas. Assim, a instituição visa limitar golpes e fraudes, além de coibir a ação de criminosos.

Os limites dessa medida são:

  • Pix Noturno: máximo de R$ 1.000 em transferências das 20h às 06h ou 22h às 06h.

Esse limite vale para todas as instituições bancárias, independentemente da estratégia ou limitações anteriores de cada uma. É uma determinação do Banco Central que se sobrepõem a qualquer outra criada pelos próprios bancos.

Cada cliente pode solicitar uma ampliação do limite de Pix por dia, mas o processo passa por uma avaliação de risco dentro de cada instituição. Antigamente, o usuário também poderia escolher qual seria o horário considerado para essa limitação, mas o BC limitou essa opção para o horário das 20h às 06h ou 22h às 06h.

3) Quantos Pix posso enviar por dia?

Quantos Pix posso enviar por dia?

Quantos quiser! O limite de Pix por dia é atrelado única e exclusivamente aos valores que podem ser mandados pelo sistema do Banco Central. No entanto, a quantidade de vezes que você pode enviar dinheiro é ilimitada, podendo fazer quantos envios quiser.

Obviamente, é importante entender que você deve respeitar os limites diários que o app ou Bacen determinam. Por exemplo, suponha que o seu aplicativo autoriza R$ 20 mil por dia. Nesse caso, você poderia hipoteticamente fazer 20 mil transferências de R$ 1 cada ou qualquer outra combinação até alcançar esse limite.

É a mesma coisa com o limite Noturno: das 20h (ou 22h) às 06h, você pode fazer quantos envios forem, desde que fique no limite máximo de R$ 1.000. Se você enviar, por exemplo, R$ 500 para uma pessoa e R$ 450 para outra, só pode enviar mais R$ 50 até às 06h.

No entanto, em relação aos envios diários, lembre-se de que o dia muda à meia-noite e, então, um novo limite passa a ser contado. Por isso, tenha atenção aos horários das transferências. Também tenha em mente que não existem limites semanais ou mensais em relação à quantidade de envios, somente ao valor máximo.

Como aumentar o limite de Pix por dia?

Como aumentar o limite de Pix por dia?

Se você desejar, pode solicitar para o seu banco ou app o aumento do limite do pagamento via Pix que pode fazer. Algumas fintechs e instituições já estabelecem um caminho automatizado para aumentar o seu limite. Ou seja, basta clicar no botão para determinar a quantia, como se fosse o limite do cartão de crédito.

No entanto, essa possibilidade funciona apenas com o limite individual de cada cliente e dentro do limite geral do banco. Por exemplo, se a instituição liberou apenas R$ 5.000 por transferência para você, mas permite até R$ 15.000, esse aumento automatizado permite que você mude até R$ 15.000. Entretanto, se você quiser mudar para R$ 20.000 ou mais, teria de entrar em contato com a instituição para uma solicitação individual.

Veja a seguir como aumentar o limite de Pix por dia no RecargaPay (o caminho é muito parecido em todos os bancos e apps):

  • Baixe o RecargaPay
  • Crie sua conta gratuita
  • Vá em “Ver Mais” na área Pix
  • Toque “Limites de envio”
  • Escolha “Diário” ou “Mensal”
  • Toque em “Ajustar limite”
  • Insira o novo montante dentro do máximo permitido

Essa mudança é automática e instantânea. Ou seja, ela passa a valer imediatamente. No entanto, caso você queira aumentar o limite acima do que o app permite, você precisaria falar diretamente com a Central de Atendimento e apresentar um pedido para avaliação, cujo prazo depende de cada instituição.

Por que o Pix tem limite de valor?

Por que o Pix tem limite de valor?

Veja a seguir os motivos pelos quais há limitações nos valores máximos a enviar pelo sistema do Banco Central:

  • Reduzir o prejuízo em golpes: por ser instantâneo e sem opção de estorno automatizado, golpistas podem enganar os usuários e receber valores exorbitantes. Dessa forma, há a redução do prejuízo das vítimas, caso saiam lesadas.
  • Aumentar a segurança: o sistema do Banco Central se torna mais seguro se houver limites diários nos valores enviados.
  • Agilizar as transferências: os bancos e instituições precisam revisar manualmente envios com valores muito altos. Isso tiraria a agilidade do sistema. Portanto, ao limitar os montantes transferidos por usuários, é possível mover os valores mais rapidamente.

Esses são os limites para a existência de limite de Pix por dia. A vasta maioria dos 100 milhões de usuários do sistema não precisa enviar mais do que os valores autorizados e, graças às medidas, podem usar o recurso com mais segurança e agilidade.

Conclusão

Em minha opinião, o limite de Pix por dia é uma medida importante para garantir a segurança do sistema, além de suas características básicas. Afinal, de fato, se perderia muito tempo revisando cada envio manualmente e a tecnologia não seria tão interessante.

Caso você precise enviar montantes maiores, nossa recomendação é pedir a alteração no seu banco ou app financeiro. Como mencionamos, é possível ter limites maiores do que o padrão das instituições, mas somente em casos especiais.

No entanto, fica o aviso: caso você precise fazer uma transferência pontual apenas, não vale a pena alterar o limite de Pix por dia. Nesse caso, pode valer a pena pagar a taxa do TED ou DOC para usar apenas uma vez.